Matéria: Diplomata FM

APAE Brusque arrecada R$ 36.745,26 com pedágio

A temperatura na manhã de sábado, 9 de junho, estava baixa, mas a solidariedade aqueceu o coração das pessoas envolvidas no Pedágio da APAE Brusque. A ação foi realizada em treze pontos da cidade e contou com 190 voluntários e milhares de doadores, que possibilitaram a arrecadação de R$ 36.745,26 em prol da entidade.

O jovem Guilherme Kohler participou pela primeira vez do pedágio da APAE como voluntário. “Foi uma experiência incrível. É muito gratificante colaborar com uma entidade que realmente precisa. Acho que todo mundo deveria contribuir, com pelo menos uma moedinha. O mundo precisa de mais pessoas que ajudem umas às outras”, declarou.

A professora Suzane Becker foi voluntária pelo segundo ano e destaca a importância da APAE para a cidade. “É uma entidade que precisa muito do apoio da comunidade. A educação num todo precisa e o trabalho realizado pela APAE com crianças e outras pessoas especiais traz um grande retorno. É um serviço que não pode faltar e essa é minha forma de colaborar”, frisou.

Integrante do Clube de Mães da APAE há 15 anos, Marga Denise Barni faz questão de ser voluntária em todos os eventos promovidos pela instituição. “A gente sabe das necessidades que a entidade tem e da pouca ajuda que vem, e apesar de parecer que sou eu quem estou ajudando, na verdade é a APAE que está me dando a oportunidade de fazer o bem. Meu netos já usaram os serviços da Uni Duni Tê, que faz um trabalho muito bonito e importante para a sociedade, e sou grata por isso”, salientou Marga.

A colaboradora da APAE, Rosangela Regina de Modesti, também faz parte do time de voluntários que auxilia nos pedágios da entidade. “É uma alegria poder ajudar. Além de estar na companhia de amigos, ouvir palavras de carinho do público e arrecadar recursos em prol da entidade, é sempre um momento de aprendizado”, considera.

E quem é aluno também veste o colete amarelo que identifica os voluntários do pedágio, e fica feliz em participar. Luana Jesus Rodrigues começou a frequentar a instituição neste ano e ajudou a abordar os motoristas, na companhia da mãe. “Estou desde cedo aqui e essa doação é importante para ajudar as crianças”, descreveu a menina.

Em uma das abordagens, enquanto o semáforo fechava e o vidro do carro se abria, uma das voluntárias se deparou com Angélica Duque e seu filho Mário, que é aluno da APAE. De acordo com a mãe do usuário, o sentimento de satisfação em contribuir com o pedágio, quando se tem um familiar que frequenta a entidade, é ainda maior. “Nós amamos a APAE de Brusque. Viemos de São Paulo há oito anos e é a melhor que já conhecemos”, garante.

A motorista Jaqueline Gamba Jativa diz que sempre que tem oportunidade, colabora com os pedágios solidários. “Acho que todo mundo tem que estar preocupado com o próximo. Não vivemos neste mundo sozinhos, vivemos em interação, então quanto mais a gente puder participar disso, é muito positivo”, observou.

Seja na condição de voluntário ou doador, o sentimento é de gratidão por garantir que mais uma vez, o pedágio da APAE Brusque, fosse um sucesso. O presidente da entidade, Sebastião Ernani Póia, salienta que a ajuda da comunidade é fundamental para a manutenção dos serviços da entidade. “Agradecemos a todos que fizeram sua doação, aos voluntários que abraçaram com tanto amor essa causa e aos profissionais que organizaram mais essa ação. É um resultado gratificante que possibilitará um maior número de atendimentos em nossa APAE. Muito, muito obrigado!”, destacou Póia.